Euphorbia Acrurensis

Sale price Price €29,00 Regular price Unit price  per 

Shipping calculated at checkout.

Descrição

Embora se pareça muito com um cacto, é na verdade uma planta suculenta. Tem muitos nomes populares, incluindo cacto candelabro, cacto de catedral, cacto da amizade, planta da boa sorte ou cacto da boa sorte (a atribuição de boa sorte provavelmente se deve à rapidez com que cresce e à facilidade com que se propaga). Ela permanece exuberante e verde durante toda a estação de crescimento, e a vegetação nova tem uma cor verde mais clara que a planta base. A cultivar Rubra ou Royal Red é muito popular por sua coloração dramática: adquire toques de vermelho vivo no final da temporada.

 

Cuidados

A árvore leiteira africana tem vida longa e pode crescer com muito vigor, até 60 centímetros de altura por ano, até um total de 2,5 metros. É bastante fácil de propagar também, semelhante a um cacto, onde simplesmente se quebra um dos "braços" e raízes em meio de envasamento. Eles são cultivados por muitos jardineiros em estados com climas áridos, onde as temperaturas à noite não vão abaixo de 50 graus, como partes do Texas, Arkansas e Arizona. É resistente nas Zonas 9b a 11 nos Estados Unidos e provavelmente pode sobreviver até a Zona 8 com proteção de inverno. Árvore leiteira africana também popular como paisagem decorativa ou planta de contêiner em toda a América do Sul e nas regiões mediterrâneas da Europa. Seu tamanho dramático a torna uma planta procurada pelos entusiastas de plantas. A árvore de leite africana também é muito tolerante à seca e útil para xeriscaping.

Luz: Esta suculenta gosta de luz solar indireta, mas brilhante: uma janela voltada para o sul funcionará bem para ela dentro de casa, ou um local ao ar livre com sol parcial. Sol pleno é adequado, desde que os verões não sejam consistentemente quentes. Pode ser necessária uma rega extra para compensar o excesso de luz solar intensa.


Solo: Esta planta não é muito exigente com o solo, mas uma boa drenagem é essencial. Solos argilosos pesados ​​podem dificultar o crescimento e impedir a drenagem. Uma vez que esta planta é uma boa escolha para xeriscaping, solos arenosos são um bom ajuste, e os franco-arenosos provavelmente são os melhores de todos.


Água: Por ser uma árvore suculenta, a árvore do leite africana não precisa de muita água. Se houver uma seca muito forte, considere a possibilidade de regar nas raízes. Mas, caso contrário, a precipitação normal deve ser suficiente. As amostras internas devem ser regadas moderadamente uma vez por semana. Deixe o solo secar entre as regas, para imitar seu habitat natural.


Temperatura: Esta planta tolerante à seca tem um clima seco ou árido e pode tolerar temperaturas razoavelmente altas. Porém, ela não sobrevive ao frio e não florescerá se as temperaturas ficarem abaixo de 55 F. Se cultivada em um local com verões muito quentes, a planta deve ser localizada em um local com luz solar indireta ou sombra parcial, para evitar superaquecimento. Esta planta não precisa de umidade extra, e cultivá-la em um ambiente muito úmido pode causar problemas como fungos ou pragas.


Toxicidade: A seiva branca leitosa responsável pelo nome comum desta planta também é irritante para a pele, assim como uma toxina oral, portanto, manuseie a planta com cuidado e use luvas. Todas as partes desta planta são tóxicas se ingeridas.